Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

A Cigarra e a Formiga.

Num dia quente de Verão, a Cigarra cantava feliz. Enquanto isso, uma Formiga passou por perto. Vinha cansada, carregando penosamente um grão de milho que arrastava para o formigueiro. 
- Por que não ficas aqui a conversar um pouco comigo, em vez de te cansares tanto?  Perguntou-lhe a Cigarra. 
- Preciso de arrecadar comida para o Inverno – respondeu-lhe a Formiga. – Aconselho-te a fazeres o mesmo. 
- Por que me hei-de preocupar com o Inverno? Comida não nos falta... – respondeu a Cigarra, olhando em redor. A Formiga não respondeu, continuou o seu trabalho e foi-se embora. Quando o Inverno chegou, a Cigarra não tinha nada para comer. No entanto, viu que as Formigas tinham muita comida porque a tinham guardado no Verão. Distribuíam-na diariamente entre si e não tinham fome como ela. A Cigarra compreendeu que tinha feito mal...           

                                                  
Moral da história: Não penses só em divertir-te. Trabalha e pensa no futuro.

Jean de LA Fontaine.


Tema: a importância do trabalho na evolução


Um pouco de teoria. Saiba a diferença entre fábula, parábola, metáfora e mito:

FÁBULA 

é uma narração breve, de natureza simbólica, cujos personagens por via de regra são animais que pensam, agem e sentem como os seres humanos. Esta narrativa tem por objetivo transmitir uma lição de moral.


PARÁBOLAS 

falam de algo que o povo já conhece, para levá-lo a descobrir aquilo que ele nem imagina. Assim podem falar de realidades misteriosas como o Reino de Deus, por exemplo, como as parábolas de Jesus nos envolvem naquilo que está sendo apresentado e provocam uma iluminação por meio de uma comparação que nos faz perceber como a realidade funciona...

METÁFORA 

é uma figura de estilo (ou tropo linguístico), que consiste numa comparação entre dois elementos por meio de seus significados imagísticos, causando o efeito de atribuição "inesperada" ou improvável de significados de um termo a outro. Didaticamente, pode-se considerá-la como uma comparação que não usa conectivo (por exemplo, "como"), mas que apresenta de forma literal uma equivalência que é apenas figurada.


MITO

é uma narrativa de caráter simbólico, relacionada a uma dada cultura. O mito procura explicar a realidade, os principais acontecimentos da vida, os fenômenos naturais, as origens do Mundo e do Homem por meio de deuses, semi-deuses e heróis. O mito só fala daquilo que realmente aconteceu do que se manifestou, sendo as suas personagens principais seres sobrenaturais, conhecidos devido aquilo que fizeram no tempo dos primordios. Os mitos revelam a sua atividade criadora e mostram a “sobrenaturalidade” ou a sacralidade das suas obras. Em suma os mitos revelam e descrevem as diversas e frequentemente dramáticas eclosões do sagrado ou sobrenatural no mundo.

Fonte: http://mundodasfabulasemetaforas.blogspot.com.br/ 

Comentários

Olá Jeanne,

Obrigada pela visita e pelo carinho, fico muito feliz por saber que gostou do material do meu blog.
Seu blog é bem interessante, vou te seguir.

Quanto aos posts, peço que não copie o post e cole aqui. Se quiser fazer o seu post sobre o tema e fazer referência ao material que tenho disponível lá colando o link, ficarei muito grata.
Sabe, dá muito trabalho fazer a pesquisa para analisar os filmes, às vezes gasto dias para fazer um único post. E tem sido um desafio manter o blog com conteúdo original pois estou enfrentando uma doença muito debilitante.
Espero que compreenda.
Abraço

Postagens mais visitadas deste blog

João e o pé de feijão. Historinha infantil com moral da história, dinâmicas e atividades.

A festa no céu. Narrativas diferentes da mesma história.

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.