quarta-feira, 26 de agosto de 2015

A fábula da Preguiça. Todo Mundo, Alguém, Qualquer Um e Ninguém.

Esta é uma história sobre quatro pessoas....

Todo Mundo, Alguém, Qualquer Um e Ninguém.

Havia um grande trabalho a ser feito e Todo Mundo tinha certeza de que Alguém o faria.
Qualquer Um poderia tê-lo feito, mas Ninguém o fez. Alguém se zangou porque era um trabalho de Todo Mundo.
Todo Mundo pensou que Qualquer Um poderia fazê-lo, mas Ninguém imaginou que Todo Mundo deixasse de fazê-lo.
Ao final, Todo Mundo culpou Alguém quando Ninguém fez o que Qualquer Um poderia ter feito...

Moral da História: 

Responsabilidade não bem definida, gera insatisfação e ineficiência no trabalho. Cabe a cada um tomar para si a responsabilidade de todos. Isso é trabalho em equipe!

Atividade:

Formar quatro grupos a partir de sorteio dos números 1,,2,3 e 4 respectivamente.

As crianças se reúnem para conversar sobre a história sem saber que cada número corresponde a um personagem. Ex.:

Nr. 1- Todo o mundo
Nr. 2- Alguém
Nr. 3- Qualquer um
Nr. 4- Ninguém

Na sequencia, avisar o nome de cada grupo e solicitar que improvisem uma dramatização repetindo os argumentos da história.
A seguir, perguntar o que acharam da história, e como gostariam de construir outra de modo diferente para garantir que o serviço fosse executado.

Perguntar qual o ensinamento da história, concluindo que não podemos esperar que os outros façam a tarefa que devemos fazer. A preguiça atrapalha a evolução e o trabalho nos favorece o adiantamento espiritual.

2 comentários:

Maria Rosa Sonhos disse...

Oi Jeanne! Muito educativa esta história. Fazia tempo que não a via. Gostei de relembrar! Beijo! Renata

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Bom dia Jeanne!
Obrigada por me seguir e deixar teu comentário em minha página.
Seja sempre muito bem-vinda!
Estou seguindo-te também.
Parabéns pelo seu blog que é muito bem elaborado.
abração com carinho